Pensando o Livro de Registro de Inventário

Pensando o Livro de Registro de Inventário

O Livro de Registro de Inventário constitui-se em uma das responsabilidades de um museu. É por meio dele que a instituição mantém registrado os objetos pertencentes ao seu acervo.

O Livro de Registro de Inventário é um processo que identifica os bens culturais que entram ou saem do museu. Isso tudo para gerar um controle das transações tanto de bens próprios quanto ao trânsito de bens temporários.

O museu deve possuir dois Livros de Registro de Inventário. Um livro para os objetos incorporados ao acervo e outro para os objetos depositados. O museu também deve providenciar cópias deles, guardadas em local seguro e fora do museu, para a sua segurança.

A Documentação Museológica é um conjunto de técnicas realizadas pelo museu, sob coordenação do museólogo responsável. O registro em livro é apenas uma das etapas de todo o processo de Documentação Museológica.

Livro de Registro de Inventário - Tríscele

O Livro de Registro de Inventário e a Legislação

O Estatuto de Museus, em sua Seção II, que diz respeito ao Regimento Interno e às áreas Básicas dos Museus, trata especificamente do Livro de Registro de Inventário:

Art. 39.  É obrigação dos museus manter documentação sistematicamente atualizada sobre os bens culturais que integram seus acervos, na forma de registros e inventários.

Elaborando o Livro de Registro de Inventário

O Livro de Registro possui características físicas próprias:

  • Livro encadernado
  • Termo de Abertura
  • Termo de Encerramento
  • Folhas com linhas e divisões verticais
  • Páginas numeradas sequencialmente e rubricadas pelo diretor do museu
  • A escrita deve ser feita com tinta permanente

É importante observar que estas regras foram estabelecidas há décadas e ainda hoje são seguidas. Contudo, vivemos na era da Ciência da Informação, onde a inserção e o uso das tecnologias é cada vez mais crescente e necessária. Nesse sentido, podemos pensar em novas formas de se elaborar o Livro de Registro de Inventário, utilizando-se do computador.

A Tríscele tem desenvolvido projetos de Documentação Museológica e uma das nossas características é o desenvolvimento de soluções modernas para os museus. Foi pensando nisso que criamos o Sylloge, um software para gerenciamento de acervo museológico que preserva as informações em uma plataforma 100% online de modo personalizado, eficiente e seguro.

O Sylloge é uma ferramenta de gestão, de catalogação e de informatização dos objetos do museu. Uma vez que são inseridas as informações em sua plataforma, é possível de se gerar toda a documentação que o Estatuto de Museus sugere, tais como a Ficha de Registro, a Ficha de Localização e o Livro de Registro de Inventário.

Banco de dados para Museus - Sylloge - Tríscele

Banco de dados para Museus – Sylloge – Tríscele

Fale Conosco Agora via WhatsApp

 

 

Publicado por na(as) categoria(as) Documentação.

Museólogo com mestrado em Turismo e Hotelaria. Desenvolve consultorias e pesquisas relacionadas a Serviços Turísticos, Planejamento do Turismo, Desenvolvimento Local e Turismo Cultural. Na área de Museologia, atua principalmente nos seguintes temas: Gestão Museológica, Design Gráfico, Expografia e Documentação Museológica. Pesquisa estudos em Patrimônio Imaterial, Patrimônio Industrial e Patrimônio Alimentar.

Deixe o seu comentário. Queremos ouvir a sua opinião.

dezenove + 1 =

Que tal Realizar o seu Diagnóstico de Acervo?

É Simples, Gratuito e 100% Online!

chat seta
fale com a Tríscele