10 características que um bom site de museu deve ter

10 características que um bom site de museu deve ter

O que um site deve ter para ser considerado bom? Isso depende de muitos fatores, como a função que ele terá e o tipo de negócio ou instituição ele representa. Pensando nisso, vamos analisar alguns pontos que achamos importante para um site de museu ser considerado bom.

Um site de museu, como qualquer outro, deve entregar toda a informação que o visitante espera encontrar. Os textos, imagens e vídeos precisam estar organizados adequadamente e serem facilmente alcançáveis em todos os dispositivos. Isto é importante para manter uma baixa taxa de rejeição e um bom tempo de permanecia dos usuários no site.

Um site de museu precisa ser educativo

Exatamente como no museu físico, seu site precisa ensinar o público sobre determinado assunto. É preciso apresentar conteúdo relevante de forma eficaz e envolvente, para que o usuário tenha uma experiência única de aprendizagem. Sites educativos devem ser projetados com um público alvo em mente. Por exemplo, um museu que tem como público principal o público escolar, deve ter um visual mais descontraído e uma navegação facilitada.

Funcionalidades possíveis para um site educativo

  • Conteúdos direcionados a escolas e professores para que estes trabalhem o material com seus alunos;
  • Material de pesquisa para estudantes de todas as idades;
  • Espaço/ferramenta destinada a comunicação entre os professores e os funcionários do museu;
  • Complemento a experiências das visitas físicas na forma de aplicativos, pesquisas, conteúdos e informações adicionais;
  • Espaço destinado a curiosidades relacionadas ao assunto tratado pelo museu;
  • Entre outras informações relevantes para o público alvo do museu.
  • Utilização do blog como forma de publicar, categorizar e promover os conteúdos

O uso de mídias audiovisuais é importante

Conteúdo em vídeo eleva a experiência do usuário a um outro patamar. Este tipo de mídia consegue captar a atenção do usuário de forma muito mais efetiva. Além de que, por meio de filmes e animações torna-se muito mais simples a tarefa de explicar determinado assunto ao público. Esse tipo de conteúdo também deve ter sua utilização integrada com o museu físico.

Ideias a serem exploradas

  • Conteúdo original, criativo e envolvente;
  • Uso das mídias em aplicações interativas do museu;
  • Criação de um canal no YouTube para melhor organizar o material;

Exposições online

Museus em geral tem uma grande limitação para alcançarem seu público, sendo que os interessados precisam fazer um deslocamento até o local da instituição. Esta situação pode ser facilmente contornada através da disponibilização de exposições digitais, onde não há limitação geográfica. Outra vantagem é a possibilidade de criação de diversas exposições, não se limitando mais aos espaços físicos do museu.

Por meio destas exposições online é possível oferecer um conteúdo dinâmico e interativo, proporcionado uma experiência rica ao visitante. Veja a seguir, algumas ideias que podem ser exploradas na criação de exposições virtuais em sites de museus.

Potencialidades das exposições virtuais

  • Uso de diversos formatos de mídia (áudio, vídeo, imagens, textos, etc);
  • Atuar como um complemento das exposições físicas;
  • Substituir completamente exposições físicas, por meio de experiências exclusivamente online;
  • Infinitas possibilidades na apresentação dos assuntos tratados pelo museu;
  • Maior participação e envolvimento do público;

Disponibilização das coleções para pesquisa online

Um dos melhores recursos que um site de museu pode conter é a disponibilização dos itens do seu acervo, para pesquisas online. Isto é muito fácil de implementar quando se utiliza um sistema moderno de gerenciamento de acervos museológicos como o Sylloge. Trata-se de um software completo para catalogação dos itens, com uma moderna API que permite a exibição das peças também no site institucional.

Sylloge Gerenciamento de acervos museológicos

Pontos importantes a serem trabalhados

  • Facilidade de uso para pesquisadores experientes e novatos;
  • Conteúdo consistente e aprofundado;
  • Classificação correta do conteúdo em tipologias e coleções;
  • Materiais relacionados com os acervos (fotos, vídeos, documentos, modelos 3D);
  • Incentivo para a replicação das informações em outros sites (citando o museu);
  • Utilização do Sylloge e sua API de exibição pública de acervos;

Um site de museu precisa inovar

Mais do que qualquer outro, um site de museu precisa constantemente inovar em suas publicações e conteúdos online. Ao fazer uso de novas tecnologias de maneira criativa, o museu irá proporcionar experiência únicas e inovadoras aos seus visitantes.

Linhas inovadoras para seguir

  • Utilizações de mídias digitais de formas criativas e inovadoras;
  • Aplicação de novos conceitos e metodologias na promoção de conteúdos digitais;
  • Experimentação de novas tecnologias de desenvolvimento web;

Deve ser mantido através do tempo

Um projeto online quando mantido ao longo do tempo, evoluindo e demostrando um compromisso de longo prazo com sua comunidade de usuários, geralmente traz bons frutos para a instituição. A constante atualização e publicação de novos conteúdos é também recompensada pelo Google, que envia cada vez mais usuários ao site do museu, organicamente. A longevidade de um projeto web também leva ao aprimoramento das maneiras de interagir e engajar o público alvo.

Orientações que devem ser seguidas

  • Capacidade de adaptação aos comportamentos, tecnologias e canais utilizados pelo usuário;
  • Atualização e reutilização do conteúdo em novas mídias para alcançar novo público;
  • Dialogar com os visitantes do site;
  • Manter a consistência e confiabilidade das informações publicadas;
  • Sustentar o crescimento contínuo dos recursos e informações disponíveis;
  • Planejar as atividades a longo prazo de forma alinhada com os objetivos da instituição;

Compatibilidade total com dispositivos móveis

Isto não é mais um diferencial. Sites atuais precisam oferecer compatibilidade irrestrita com os diversos dispositivos atuais. Isto é alcançado facilmente em sites responsivos, onde o conteúdo se adapta aos vários tamanhos de tela disponíveis. Em dispositivos móveis também é possível oferecer experiências verdadeiramente interativas ao utilizar recursos disponíveis nestas plataformas, como sensibilidade ao toque, GPS, Realidade Aumentada, câmera e leitura de códigos QR.

Site de museu responsivo - Tríscele

Características importantes

  • Uso de mídias em formatos otimizados para dispositivos móveis;
  • Acessibilidade do conteúdo em múltiplas plataformas;
  • Possibilidade de interação dos usuários;
  • Oferecer conteúdo sempre atualizado;
  • Interface, navegação e apresentação do conteúdo com criatividade;
  • Facilidade de uso tanto para usuários experientes, quanto para novatos;
  • Fácil compartilhamento do conteúdo em redes sociais;

Atender aos profissionais de museus

A imensa maioria dos profissionais de museus, como museólogos, antropólogos e historiadores, consome constantemente o conteúdo disponibilizados por estas instituições. Por isto, um novo site de museu, precisa surgir de modo que atenda aos anseios também deste público especifico. Para esta categoria, é importante a existência de exposições virtuais, espaços para relações institucionais e trocas de conhecimento.

Um site de museu deve promover algumas ações voltadas a este público

  • Contribuir para a comunidade de profissionais de museus;
  • Sustentar fórum e/ou grupo de discussões online, que envolvam os profissionais da área;
  • Divulgar projetos e maneiras inovadoras de apresentar os conteúdos de museus;
  • Promover o debate entre os profissionais de museus;

Sistema de inscrição e envio de newsletter

O e-mail continua sendo uma das melhores maneiras para divulgação de informações. Desta forma, achamos importante a sua utilização como parte das estratégias de divulgação dos conteúdos.

Site de museu - Newsletter - Tríscele

Para o uso deste canal, recomendamos dois pontos

  • Utilização de um sistema profissional de envio de e-mails (existem gratuitos);
  • Uma boa estratégia para a captura de leads e criação de lista própria;

Por último e não menos importante: Integração com redes sociais

Museus bem-sucedidos utilizam diariamente as mídias sociais como forma de divulgação do site e envolvimento com a sua comunidade.

O uso adequado das redes sociais consiste na publicação e promoção do seu conteúdo, bem como a interação com seus seguidores. É importante manter presença também nas principais redes soais que o público do museu utiliza. No Brasil, geralmente o Facebook, Instagram e Twitter. Também recomendamos a utilização dos recursos do Pinterest.

Pontos que podem ser explorados em relação a mídias sociais

  • Certificar-se de que o site permite o compartilhamento fácil do conteúdo;
  • Garantir que o site tenha a estrutura técnica necessária para a correta exibição do conteúdo nas redes;
  • Manter a participação contínua nas redes sócias.
  • Responder de forma ágil as perguntas e comentários dos seguidores;
  • Utilizar redes sócias para divulgar eventos e ações do museu;
  • Reservar um pequeno recurso financeiro para promover as publicações nestas mídias;

O que você achou da nossa relação de características que um site de museu deve ter? Existe mais algum item que você acha importante? Deixe o seu comentário abaixo.

Empresa de Criação de Sites Florianópolis

Caso seu museu ainda não tenha um site, conte com os profissionais da Tríscele. Temos a melhor equipe para criar um site de sucesso e promover a sua instituição cultural.

Fale conosco agora via chat

Publicado na(as) categoria(as) Museu, Sites, Triscele e visualizado 203 vezes.

Deixe o seu comentário. Queremos ouvir a sua opinião.

dezessete + dezessete =

chat seta
fale com a Tríscele